GUIA: Tudo Sobre Aprender Idiomas!

Aprender um novo idioma é um passo essencial para quem deseja alavancar a carreira, a vida acadêmica ou até mesmo fazer intercâmbio ou viajar pelo mundo. Por esse motivo, o estudo de novas línguas tem se tornado algo tão popular e cada vez mais incentivado. Continue lendo para ver dicas para aprender idioma.

Nesse sentido, sabemos que hoje em dia ter domínio de dois idiomas é requisito básico para muitas empresas e universidades. Mas muito além disso, estudar uma segunda ou terceira língua ajuda na memória, concentração e traz grandes benefícios pessoais.

Ainda mais, há quem ainda pense que aprender uma língua é algo muito caro e difícil. Contudo, existem cada vez mais opções de cursos grátis ou bem acessíveis, sobretudo de inglês, além de um esforço cada vez maior na produção de aulas dinâmicas e de qualidade.

Pensando em todas essas coisas, preparamos este guia com tudo o que você precisa saber para aprender idiomas. Confira!

Menu do artigo:

Por que aprender idiomas?

Embora se fale cada vez mais sobre a importância de aprender uma língua, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre por que aprender idiomas. Por isso, confira abaixo os principais motivos!

Por que aprender?
Por que aprender idiomas? Foto de geralt via Pixabay.

1. Melhorar sua posição no mercado de trabalho

Antes de mais nada, aprender uma língua pode ser o pontapé que você precisa para alavancar sua carreira. Isso se deve ao fato de que, hoje em dia, saber um segundo idioma é um requisito básico em muitas empresas, e as melhores podem cobrar até uma terceira língua.

Portanto, além de enriquecer o currículo, o estudo de uma segunda (ou terceira) língua pode ser o diferencial necessário para conquistar uma oportunidade.

2. Oportunidades acadêmicas

Também nos estudos um segundo idioma é muito necessário. Nesse sentido, esteja você na faculdade ou na escola, o fato é que ter o domínio de um segundo idioma pode te ajudar a aprofundar os estudos e proporcionar oportunidades de intercâmbio.

Além disso, caso você já esteja a caminho da pós-graduação, é importante destacar que cursos de mestrado e doutorado (ou que fazem pesquisa, em geral) requerem o domínio de uma segunda ou até terceira língua.

3. Para viajar com mais liberdade

Quem nunca sonhou em viajar o mundo e teve medo de não conseguir se virar e resolver pepinos só com o português ou – arriscando – um portunhol? Poder viajar com mais segurança e liberdade é um grande motivo para dicas para aprender idiomas.

Nesse sentido, saber falar o idioma local do país que você vai visitar seria o ideal para aproveitar ao máximo o passeio. No entanto, saber se comunicar em inglês já facilita muito o turismo em qualquer lugar do mundo.

4. Exercício para o cérebro

Primeiramente, muitos estudos indicam que aprender um novo idioma é um potente exercício para o cérebro. Nesse sentido, o estudo de idiomas ajuda a criar novas conexões neuronais, aumentando a plasticidade cerebral.

Dessa forma, aprender uma língua pode manter o cérebro ativo e jovem por mais tempo, sendo eficaz até mesmo para retardar casos de Alzheimer.

5. Melhora a confiança e habilidades sociais

Aprender uma língua também te trará mais autoconfiança, afinal, são inúmeras novas coisas que você será capaz de fazer: entender aquela música, assistir um filme sem legenda, ler um livro em outra língua, fazer novos amigos, ter mais liberdade e confiança para viajar, entre outros.

Além disso, saber uma nova língua lhe ajudará a entender as diferentes culturas e ver o mundo com outros olhos. Continue lendo para ver dicas para aprender idioma.

Principais idiomas para aprender

Principais línguas
Principais idiomas para aprender uma língua. Foto de Tumisu no Pixabay.

Em um mundo cada vez mais globalizado, é natural que surja o desejo de aprender um novo idioma para se manter atualizado em tudo o que acontece nesse mundão a fora.

Nesse sentido, se você quer aprender uma língua, mas ainda não sabe por qual começar, confira a nossa lista com os principais idiomas internacionais para aprender! Continue lendo para ver dicas para aprender idioma.

1. Inglês

Em primeiro lugar não poderia estar outro idioma senão o inglês. O idioma é o mais importante para os brasileiros, justamente por ser a língua falada por mais países do mundo. São mais de 35 países que têm o inglês como língua oficial, totalizando quase 1 bilhão de pessoas que falam inglês como nativos ou segundo idioma.

Além de possuir uma representatividade muito grande (afinal, o idioma se difundiu internacionalmente durante o domínio do Império Britânico entre os séculos XVIII e XIX), o inglês é considerado a língua dos negócios e das organizações internacionais.

Por fim, segundo pesquisa da Page Personnel, em torno de 60% das vagas de emprego requerem algum conhecimento de inglês atualmente, e em 10% o idioma é um requisito básico.

Na dúvida entre fazer um Curso de Inglês ou Intercâmbio? Faça os dois e chegue a fluência ainda mais rápido!

2. Espanhol

Antes de mais nada, o espanhol é especialmente importante para nós, brasileiros, que moramos na América Latina e somos cercados por vários países de língua espanhola. Além disso, nossos vizinhos são os países com quem mais desenvolvemos comércio, por isso o idioma é tão importante para a área dos negócios. Continue lendo para ver dicas para aprender idioma.

Nesse sentido, saber falar um bom espanhol (e não o “portunhol”) abre oportunidades de negócios e emprego em mais de 20 países. Por fim, além dos negócios, os países da América Latina e a Espanha também são destinos turísticos bastante populares para brasileiros. Logo, saber falar o idioma possibilita uma maior imersão cultural e uma experiência turística mais autêntica.

Aprenda espanhol do zero com a Prof Juli, no Curso Mundo Espanhol Express!

3. Chinês / Mandarim

Não poderíamos deixar de citar o mandarim, o idioma mais falado do mundo. São mais de 1 bilhão e 300 mil falantes, localizados, em sua grande maioria, na própria China.

Além disso, alguns aspectos da país chamam a atenção e tornam o mandarim um idioma alvo dos próximos anos: a China é o país que mais vem crescendo nos últimos tempos, com estreitos laços econômicos em vários lugares do mundo e uma imersão no mercado internacional que cresce a cada dia.

Nesse sentido, a China já é há 10 anos o principal parceiro econômico do Brasil. Por isso, saber falar mandarim é um diferencial e tanto, afinal, que empresa não iria querer um funcionário que consegue negociar com o país que mais cresce no mundo? Continue lendo para ver dicas para aprender idioma.

4. Alemão

O alemão também é um idioma bastante popular e valorizado. Aprender uma língua desse tipo é essencial. E ao contrário do que dita o senso comum, não é só na Alemanha que ele é utilizado: o alemão também é falado na Suíça, Áustria, Bélgica, Luxemburgo e Liechtenstein.

Além disso, o principal motivo da popularidade do alemão é que ele é o idioma da indústria automobilística. Marcas como Porsche, BMW, Audi, Mercedes-Benz e Volkswagen têm origem na Alemanha. Portanto, se você deseja trabalhar nesse setor, falar alemão já será meio caminho andado.

5. Francês

Quer dicas para aprender idioma? O francês já foi a língua mais falada do mundo antes da popularização do inglês. Hoje, mesmo já tendo perdido boa parte do seu prestígio, o francês ainda é falado em mais de 30 países e totaliza mais de 277 milhões de falantes.

Além disso, com a crescente busca dos brasileiros por morar fora, saber falar francês pode auxiliar muito o processo. Inclusive, um dos países mais procurados por brasileiros na hora de trabalhar ou fazer intercâmbio, o Canadá, possui o francês como um de seus idiomas oficiais, junto com o inglês.

Dicas de como aprender idiomas

Dicas de como aprender idiomas
Dicas para aprender idioma. Foto de RODNAE Productions no Pexels.

Aprender uma língua é uma tarefa complexa. Além de frequentar um curso de idiomas, é preciso muita dedicação a fim de alcançar os seus objetivos mais rapidamente.

Independente de qual idioma você escolher dicas para aprender idioma, existem algumas dicas que facilitarão o seu aprendizado. Confira algumas delas!

1. Assista filmes e séries

Assistir filmes ou séries no idioma que você está aprendendo é uma forma divertida e eficiente de ir se familiarizando com a língua. Além disso, também ajuda a ganhar um pouco mais de vocabulário e ver como o idioma é falado na prática.

O ideal é assistir pelo menos 3 vezes: com a legenda em português, com a legenda no idioma escolhido e, por fim, sem legenda. Assim, é possível prestar atenção tanto na escrita, quanto na pronúncia.

2. Escute músicas e podcasts no novo idioma

Músicas e podcasts também são uma ótima forma de se familiarizar com o idioma que está aprendendo. Nesse sentido, sabemos a importância da prática para o aprendizado – portanto, quanto mais você estiver em contato com a língua, mais fácil irá aprender.

Aproveite a ida para o trabalho ou o momento da faxina para ouvir um podcast ou uma música. Dessa forma, você conseguirá aprender novas palavras e expressões, além de testar a sua compreensão.

3. Troque o idioma em seus aparelhos

Uma dica bastante útil é trocar o idioma nas configurações dos seus aparelhos para a nova língua que você está aprendendo. Apesar do estranhamento inicial, em poucos dias já ficará mais fácil aprender um vocabulário simples e prático para o dia a dia.

4. Leia notícias em outro idioma

Além de melhorar o seu vocabulário e compreensão, ler notícias na língua que está aprendendo pode ajudá-lo a se manter informado acerca do que está acontecendo no mundo.

Procure os principais jornais e sites no idioma estrangeiro, e todos os dias tire um tempinho para ler as notícias mais recentes. A melhora na compreensão será cada vez mais visível!

5. Pratique com amigos ou fale sozinho!

Aqui, reforçamos mais uma vez a importância da prática ao aprender um novo idioma. Nesse sentido, não basta apenas assistir às aulas, é preciso praticar um pouquinho todos os dias se você quiser alcançar a proficiência.

Por isso, tente encontrar amigos para treinarem com você. Existem dezenas de sites e aplicativos que permitem chamadas de vídeo entre brasileiros e estrangeiros. Além disso, se for difícil para você encontrar alguém para conversar em outra língua, fale sozinho mesmo! Crie diálogos práticos e reais, como atender uma ligação ou fazer um pedido em um restaurante.

Quanto Custa Aprender um Idioma?

Primeiramente, a resposta para essa pergunta varia muito. Isso porque atualmente existem diversas formas de aprender um idioma: em cursos tradicionais presenciais, em cursos on-line, com professor particular, fazendo intercâmbio, sozinho por meio de livros, sites e aplicativos, e por aí vai.

Além disso, os valores também variam de acordo com o idioma. Por exemplo, para aprender inglês, devido à sua popularidade, existem no mercado centenas de opções, incluindo cursos gratuitos ou com valores mais baixos. Já idiomas mais raros, devido à baixa procura, podem ter poucas opções de cursos – e serem mais caros.

Para exemplificar, confira a tabela abaixo com alguns valores de referência para cursos de inglês:

Tipo de CursoValores de referência
Cursos Online de InglêsR$ 49 a R$ 200 / mês
Cursos Presenciais de InglêsR$ 2 mil / semestre
Aulas Particulares de InglêsR$ 25 a R$ 100 / aula
Cursos de Inglês no ExteriorR$ 500 a R$ 700 / semana
Valores de Cursos de Inglês – Médias de mercado

Como Aprender Idiomas de Graça?

Antes de mais nada, se você quer aprender um novo idioma, mas não tem condições de bancar um curso tradicional, saiba que existem diversas opções de sites e aplicativos gratuitos para te ajudar a dar os seus primeiros passos em direção a uma nova língua.

Portanto, confira abaixo algumas opções de sites e apps para começar a aprender idiomas.

1. Duolingo

Em primeiro lugar, o Duolingo é um dos aplicativos mais conhecidos por aqueles que estão iniciando o aprendizado de um novo idioma. O app possui lições das mais variadas línguas, desde as mais populares como o inglês ou o espanhol, até as mais raras, como o esperanto.

As lições do Duolingo envolvem a prática da compreensão da escrita, da audição e também da fala. Além disso, o aplicativo é totalmente gratuito!

2. Memrise

Outro aplicativo de idiomas bastante popular, o Memrise conta com uma metodologia um pouco diferente da do Duolingo. Como o nome indica, o foco do app é a memorização de palavras e frases.

Atualmente, o Memrise oferece lições de 11 idiomas, como inglês, espanhol, francês, alemão, chinês, entre outros. Além disso, o app é gratuito!

3. Busuu

Primeiramente, o Busuu está disponível na forma de site e aplicativo e conta com mais de 18 milhões de pessoas cadastradas na plataforma. É possível aprender até 12 idiomas através de recursos como vocabulários, diálogos, gravador de voz, podcasts e revisão.

A plataforma pode ser utilizada na versão básica, que é gratuita, ou na versão premium, paga.

4. Italki

Antes de mais nada, o Italki é uma plataforma com a proposta de te conectar com outras pessoas para falarem alguma língua juntos. Ainda mais, existem no site diversos fóruns e grupos de discussão, a fim de ajudar nessa imersão no idioma.

Além disso, no site também estão presentes vários professores cadastrados para aulas online, os quais você pode contratar para potencializar ainda mais o seu aprendizado.

5. Rosetta Stone

Por fim, o Rosetta Stone é um aplicativo com uma metodologia bastante diferente dos demais. Entre as tarefas propostas pela plataforma, está a leitura em voz alta de pequenas histórias, para testar a pronúncia. Dessa forma, o app fornece um feedback instantâneo sobre a pronúncia do usuário, um método exclusivo desenvolvido pela Rosetta Stone.

Como Escolher uma Escola de Idiomas

Como Escolher uma Escola de Idiomas
Como Escolher uma Escola de Idiomas – Foto de javier trueba no Unsplash

Como você já viu, os valores entre as escolas podem variar muito – e serem bastante salgados. Por isso, consideramos aprender um novo idioma como um investimento – e como todo investimento, precisa de muita pesquisa para chegar a uma boa decisão.

Nesse sentido, o preço não é o único fator que você deve levar em consideração. Além dele, existem outros critérios que você precisa analisar. Portanto, confira abaixo alguns itens para você observar na hora de escolher uma escola de idiomas!

1. Cheque a reputação da escola no mercado

Saber como as pessoas avaliam a experiência que tiveram com a escola é muito importante na hora de tomar uma decisão. Nesse sentido, vale dar uma pesquisada nas opiniões do Reclame Aqui ou até mesmo perguntar para alunos e ex-alunos o que eles acharam da dinâmica da escola.

É dessa forma que você terá acesso a opiniões sinceras a respeito dos pontos fortes e fracos de cada escola. Sabemos que nenhuma escola é perfeita, mas é importante que você avalie se o serviço oferecido é de qualidade e atende às suas expectativas.

2. Satisfação dos professores

Não é apenas a opinião dos alunos que pode ser consultada, mas a dos professores também. Afinal, se o professor apreciar o seu local de trabalho e for valorizado pela escola, suas aulas certamente serão muito mais proveitosas.

Nesse sentido, uma das formas de verificar a satisfação dos professores de uma escola é pelo site Glassdoor, que reúne avaliações de profissionais sobre seus locais de trabalho.

3. Conheça a metodologia da escola

Antes de mais nada, aprender um idioma é uma tarefa complexa e pode ter diferentes abordagens e resultados. Por isso, cada escola pode ter uma metodologia diferente, focando em diferentes aspectos da língua.

Nesse sentido, é importante que você procure sobre os recursos e materiais didáticos utilizados e se isso se encaixa com o seu perfil. Além disso, é importante saber se você prefere uma metodologia mais tradicional, focada na repetição, ou se você se adapta melhor a uma metodologia mais ativa e mão na massa.

4. Observe a estrutura física

O espaço físico da escola é algo que tem um grande peso na decisão. Afinal, um curso não é formado apenas por professores e alunos, mas também pela estrutura e ambiente oferecidos. Nesse sentido, você se sentirá mais motivado a estudar se estiver em um local confortável e que permita a imersão no idioma.

Por isso, não escolha uma escola antes de conhecer o seu espaço físico. Visite a unidade e observe as salas de aulas, os estímulos visuais, os recursos e ferramentas disponíveis, cheque se há uma biblioteca, laboratório de informática, espaços de convivência, etc.

5. Tamanho das turmas

Outro ponto a ser considerado é a quantidade de alunos por turma. Há quem curta turmas maiores, pois podem interagir mais com os colegas, facilitando a prática do idioma. Outros preferem turmas menores, pois assim recebem uma atenção mais individualizada do professor.

Nesse sentido, o tamanho das turmas variam muito entre as escolas, por isso é bom ficar de olho. Em alguns lugares a média de alunos por turma fica em torno de 4 a 5 pessoas, já em outros existe até um número mínimo para a formação da turma.

6. Localização

Antes de mais nada, a localização é um ponto importante a ser considerado e que impacta muito a adesão ao curso. Isso porque não adianta a escola ser ótima se ela fica muito distante da sua casa ou da rota que você faz todos os dias – você vai acabar se cansando e isso vai afetar o seu rendimento.

Portanto, dê preferência aos cursos que ficam mais perto da sua residência ou de algum lugar ao qual você vai todos os dias, pois isso interfere na sua motivação e nos custos de locomoção.

7. Faça uma aula experimental

Sem dúvidas, a melhor forma de verificar tudo o que falamos acima é fazer uma aula experimental. Nesse sentido, a maioria das escolas oferece a possibilidade de participar de uma aula gratuitamente antes de se matricular. Verifique se a escola que você está interessado possui essa opção e, se tiver, não deixe de agendar a sua aula!

Vale a pena aprender um idioma com Intercâmbio?

A resposta para essa pergunta é: com certeza! Um intercâmbio permite uma experiência mais aprofundada no idioma, além de ser realmente uma imersão, pois você estará 24 horas por dia se comunicando em outra língua, mesmo nos momentos em que não estiver na sala de aula.

Além disso, os cursos de idiomas no exterior costumam ter uma carga horária muito maior – em torno de 20 horas semanais, no mínimo. Em apenas 1 mês isso já totalizaria 80 horas, o equivalente a um ano inteiro estudando em um curso tradicional aqui no Brasil. Ou seja: um intercâmbio é uma forma muito eficiente de potencializar a velocidade dos seus estudos.

Por fim, além de ser uma forma de estudo, o intercâmbio também é uma forma de entrar de cabeça na cultura de outro país, conhecendo seus hábitos, diferenças e tradições.

Confira abaixo algumas das principais vantagens em realizar um intercâmbio de idiomas:

  • Acelera o aprendizado;
  • Te permite conhecer novos lugares e pessoas;
  • Permite uma experiência mais profunda, tanto no idioma quanto na cultura;
  • Promove a prática constante do idioma – incluindo suas gírias e informalidades;
  • Promove a autoconfiança e independência;
  • Permite fazer muitos novos amigos;
  • Incentiva aceitar e lidar com as diferenças;
  • Aprimora o currículo.

Onde fazer um intercâmbio?

Onde fazer um intercâmbio?
Onde fazer um intercâmbio? Foto de Marina Leonova no Pexels

Está convencido de que quer fazer um intercâmbio, mas não sabe para onde ir? Confira abaixo os principais destinos para cada idioma!

Inglês

O principal destino para quem quer aprender inglês com certeza é os Estados Unidos, mas ele não é o único – nem o mais barato. A Irlanda, especialmente a cidade de Dublin, é um destino barato e cada vez mais popular para os estudantes que desejam fazer um intercâmbio de inglês.

Além desses dois, outros destinos populares para aprender inglês são Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Malta. Por fim, a Inglaterra/Reino Unido também é uma ótima opção, especialmente para aqueles que já estão familiarizados com o sotaque britânico ou querem aprendê-lo.

Espanhol

Se você pretende realizar um intercâmbio para estudar espanhol, então a Espanha certamente é a opção de destaque. Localizado na Europa, o país é o berço de toda a língua espanhola, e conta com as escolas mais tradicionais do mundo para o ensino do idioma.

Outras opções (inclusive mais baratas) são países aqui da América Latina, como a Argentina, Uruguai, Chile, México, entre outros. Vale lembrar que o espanhol apresenta algumas diferenças de acordo com a região, por isso, você pode ter dificuldade em entender o sotaque de alguns lugares, por exemplo.

Francês

O principal destino de quem faz um intercâmbio de francês é Paris. Contudo, poucas pessoas sabem que, fora de Paris, existem muitas opções interessantes e muito mais baratas para aprender francês.

Dentro da própria França, cidades como Lyon, Marseille ou Nice são ótimas opções para um intercâmbio, além da capital Paris, é claro. Além disso, a Suíça também possui opções encantadoras, como Genebra e as cidades de Montreux e Lausanne, localizadas nos Alpes Suíços. Por fim, o francês também é o idioma oficial de algumas cidades do Canadá, como Montreal e Quebec.

Alemão

Se você pretende fazer um intercâmbio para aprender alemão, a melhor opção é a própria Alemanha. Até existem outros países que também têm o alemão como língua oficial, porém estão presentes também outros idiomas, especialmente o francês, o que pode confundir um pouco o processo.

Dentro da Alemanha, as melhores cidades para fazer intercâmbio são a capital, Berlim, e as cidades de Munique, Frankfurt e Hamburgo.

Conclusão

Neste texto nós te mostramos tudo o que você precisa saber para aprender um novo idioma. Agora, você já é capaz de tomar o próximo passo e decidir o tipo de curso que se encaixa melhor no seu perfil, bem como qual idioma quer começar a aprender.

Gostou de entender mais sobre o aprendizado de línguas? Não deixe de acompanhar o nosso site pare receber mais informações! Ou então, faça simulações abaixo para saber quanto vai custar aprender inglês e peça um orçamento para nossos parceiros 🙂