Você sabe quais são os níveis de inglês? Quem busca aprender uma nova língua deve sempre monitorar seus conhecimentos para saber em qual estágio se encontra.

Hoje em dia, com a internet, temos acesso a muito conteúdo e a muito conhecimento sendo replicado até mesmo gratuitamente.

Plataformas como o YouTube, por exemplo, são verdadeiras instituições de ensino, pois muitos profissionais compartilham dicas importantes sobre os mais variados assuntos.

No entanto, conhecer e identificar os níveis de inglês não é importante apenas para quem estuda de maneira autônoma, mas também para quem frequenta cursos tradicionais ou programas de línguas.

Pensando nisso, neste compilado trouxemos as informações que você precisa sobre os níveis de inglês e como fazer para chegar lá! Confira:

Afinal, quais são os níveis de inglês?

Os níveis de inglês indicam o estágio que um estudante está no escopo de ensino da língua.

Ou seja: quando está em um determinado nível, significa que ele possui certas habilidades. Já quando ele sobe de nível, significa que essas habilidades aumentaram, e assim por diante, até se tornar proficiente em língua inglesa.

Para fins de explicação, os níveis aqui apresentados serão 3: básico, intermediário e avançado. No entanto, é importante saber que existem formas diferentes de classificar o nível de conhecimento de cada pessoa.

Essas formas podem variar de acordo com cada escola de idioma. No entanto, existem um parâmetro aceito universalmente para quem tem o inglês como língua estrangeira.

Trata-se do Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR). O desempenho do falante pode ser A1, A2, B1, B2, C1 e C2, de modo que o A1 diz respeito ao nível mais básico, e o C2 o mais avançado.

À medida que o nível sobe, a complexidade e a dificuldade aumentam, também.

Mas, como mencionado, para fins de uma explicação mais lógica e facilmente mensurada, iremos nos ater aqui a três níveis. Confira:

Nível básico

O nível básico, como o nome sugere, é por onde a língua começa.

As habilidades relacionadas a uma pessoa que possui nível básico em língua inglesa proporcionam a capacidade de entender e se comunicar apenas com expressões simples.

Ou seja, frases mais elaboradas ou sentenças mais complexas, ou até mesmo o vocabulário podem fugir da alçada dessas pessoas.

Quando alguém começa a estudar inglês, dizemos que está no nível básico, pois normalmente já possui algum conhecimento prévio limitado a poucas expressões.

Mesmo essas poucas expressões tendem a ser usadas de forma lenta e pausada quando compõem um diálogo oral, pois a assimilação não tende a ser imediata, nem na fala e nem na escuta.

Nesse nível, as pessoas tendem a usar expressões mais simplórias, como “but” no lugar de “however” e “nevertheless”.

Além disso, a escuta não é muito bem treinada e pode confundir palavras semelhantes quando uma pessoa detém o inglês básico.

Algumas palavras que podem compor o vocabulário incluem partes do corpo humano, nomes de animais, dias da semana, números e cumprimentos.

Nível intermediário

Dentre os níveis de inglês, o intermediário é aquele de quem já superou o básico, não é fluente, mas já consegue se virar em situações comunicacionais.

Essas pessoas, normalmente, detêm capacidade para formular sentenças mais complexas e longas e conseguem sustentar conversas.

Podem encontrar dificuldade em algumas estruturas e vocabulários específicos, no entanto, são capazes de fazer substituições para entregarem a mensagem que desejam.

De acordo com CEFR, o aluno de nível intermediário pode ser B1 ou B2.

Conforme a Fundação Estudar ressalta, no nível intermediário B1, as pessoas têm compreensão entre assuntos familiares e que consomem frequentemente. Aqui, é possível produzir enunciados mais simples sobre esses assuntos!

Em contrapartida, o aluno B2 tem maior independência em relação à língua, e consegue compreender e verbalizar ideias mais complexas.

Como chegar ao nível intermediário?

Se você está no nível básico nos conhecimentos em língua inglesa, e deseja chegar ao intermediário, você deve desenvolver alguns conhecimentos.

Uma dica simples e eficiente é ouvir músicas e acompanhar a letra e a tradução. Normalmente canções têm frases mais elaboradas e você consegue internalizar novas estruturas com mais facilidade.

Além disso, você pode segmentar pesquisas, caso você estude sozinho.

Por exemplo: selecione uma semana para estudar os irregular verbs e suas derivações, e outra para as formas do verbo (simple past e past continuous, por exemplo).

Quando houver a transição da limitação de formação de frases simples para a compreensão e comunicação de frases mais complexas, você estará apto a integrar o nível intermediário.

Nível avançado

O nível avançado, como o nome sugere, é onde se enquadram as pessoas que dominam o idioma.

Ou seja, aqui, os falantes são capazes de produzir e entender, com autonomia, sentenças completas, além de possuírem um vasto vocabulário.

Além disso, nesse nível os falantes também tendem a usar expressões utilizadas pelos nativos para exprimir uma ideia mais complexa.

Outras características comuns ao nível avançado de inglês são a espontaneidade e naturalidade ao usar a língua inglesa nas diversas situações comunicacionais.

De acordo com CEFR, entre os níveis de inglês, o avançado encontra-se na categoria “C”.

Enquanto no nível C1 o indivíduo tem compreensão de textos completos e domínio da língua ao se comunicar, tanto oralmente quanto na escrita, o nível C2 aplica-se à pessoa que fala e entende plenamente a língua e a assimila sem esforço.

Para chegar a esse nível, ou a pessoa foi alfabetizada em inglês, ou a aprendeu como segunda língua desde criança, ou a estudou profundamente.

No entanto, embora o estudo da língua desde a infância ajude no processo de assimilação, pronúncia e internalização de estruturas, adultos também podem alcançar o nível C2. Basta ter disciplina e seguir um programa de estudos coerente e adequado às suas necessidades.

Como chegar ao nível avançado?

Para migrar do nível intermediário ao avançado, é importante se voltar aos estudos sobre estruturas mais complexas, inclusive as menos usuais.

Dominar a sintaxe da língua inglesa faz toda diferença validar o conhecimento no nível avançado.

O que se espera do falante nesse nível é que domine as seguintes habilidades:

  • Estrutura de sentenças mais complexas e longas
  • Pronúncia que proporcione bom entendimento, sem que precise ficar repetindo ou gesticulando para se fazer entender
  • Domínio da língua inglesa e suas regras gramaticais
  • Domínio de extenso vocabulário
  • Conhecer e saber aplicar as diferentes conjugações verbais e verbos irregulares nos diferentes tempos verbais
  • Ser plenamente capaz de ler, escrever e ouvir a língua inglesa, enquanto simultaneamente entende a tradução.

Algumas dicas muito compartilhadas para chegar ao nível avançado incluem ouvir podcast em inglês, assistir a filmes e séries sem legenda ou com legenda em inglês, uso de aplicativos que ajudem a alcançar o seu objetivo na língua, leitura de jornais e portais de notícias para se habituar à escrita mais formal.

Calculadora: Quanto Custa Aprender Inglês?